“O melhor do abraço é o charme de fazer com que a eternidade caiba em segundos. A mágica de possibilitar que duas pessoas visitem o céu no mesmo instante."

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

A beleza da pequenez


  Gostaria de voltar aos primeiros passos. 
Sentir novamente aquele friozinho na barriga devido a novidade. Sensação essa que percorria cada pedacinho do meu corpo, pequenininho. 
Tudo o que importava era dar o passo. Aquele primeiro passo. E tudo mudaria. Poderia correr, ser livre. Não precisaria mais de alguém para segurar minhas mãos, seria dona do meu próprio rumo. Não havia medo, somente uma pitada de ansiedade. Não passava pelos pensamentos a possibilidade de queda. Tudo o que imaginava era o que viria a partir daquele passo, um simples passo. 
Crescer traz tantas coisas boas, mas também carrega consigo sentimentos novos que nunca tivemos e, ao refletir, preferiríamos nunca tê-los ganho. O medo, é um deles. Antes tudo era simples e sempre esperávamos pelo final feliz ao final de uma história de contos de fadas. Hoje, quando precisamos dar o primeiro passo, exitamos. O foco tornou-se a queda e não a felicidade que poderia brotar a partir do risco, de um passo. 
Temos medo do que aguarda ali, logo na esquina. E acreditamos, muitas vezes, ser a desistência a melhor resposta. Não digo não à cautela. Mas digo sim a possibilidade de, como quando criança, alcançar novos voos.




Beatriz Amorim

Uma ótima semana a todos! :)

22 comentários:

  1. Nossa , disse tudo !
    Quando éramos crianças, tudo era tão fácil, não tínhamos medo de nada, só fazíamos. Mas agora , nada mais é tão simples como antes.
    Beijinhos :**
    http://julianasimoesq.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, querida! A beleza da simplicidade! Um beijo grande!

      Excluir
  2. Beatriz que lindo!

    Esse fim de tarde de formação de chuva pela janela, de cheiro de terra, suas palavras se juntaram a toda poesia perto de mim agora.
    Amei te ler.

    Grande Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Beatriz, ganhei a noite ao ler suas palavras...!!!
    Gosto de falar dessas coisas tb e a beleza da sua pequenez foi gigante em sabedoria. Parabéns, quanta leveza no seu falar...!

    "O foco tornou-se a queda e não a felicidade que poderia brotar a partir do risco, de um passo."

    Um bjo, c/ meu carinho ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por suas palavras,Mara! (:
      Fico imensamente feliz em lê-las!
      Uma noite de luz! Beijão

      Excluir
  4. Ah que texto maravilhoso *_*
    " Não precisaria mais de alguém para segurar minhas mãos, seria dona do meu próprio rumo. "
    Adorei essa parte.
    Muito obrigada pela visita^^
    Volte sempre!
    O erro já foi retirado
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado, flor!
      Sinta-se sempre bem-vinda por aqui também!
      Um beijo!

      Excluir
  5. Flooor que maravilha de textoo.. tão completoo. Ameeei, de verdadeee. Você tinha sumidoo, aí apareceeeuu la no meu cantinhoo ;D A facul deve ta ocupando o tempo née.. mas é assim mesmo ;D Beijooos, tudo de bom, fique com Deus.

    " Temos medo do que aguarda ali, logo na esquina. E acreditamos, muitas vezes, ser a desistência a melhor resposta. Não digo não à cautela. Mas digo sim a possibilidade de, como quando criança, alcançar novos voos. " Lindooo !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado, querida!
      Tudo de bom para você também! Fique com Deus! Beijos

      Excluir
  6. Olá Beatriz,
    Gostei muito de sua postagem. De fato, é assim que reagem as crianças quando iniciam seus primeiros passos.
    Apesar do medo que vem após uma queda, por exemplo, sempre fica aquela vontade louca de devassar outros caminhos e de alçar outros voos.
    Querida, há poucos dias nasceu meu novo filhote: o blog
    RECANTO DA POESIA, onde publico alguns trabalhos poéticos. Convido-a a conhecê-lo e me sentirei muito feliz com sua honrosa presença por lá. Espero que goste.
    Um afetuoso beijo para você.
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, fico feliz que tenha gostado!
      Já estou seguindo o seu novo espaço, com todo o prazer. Beijos!

      Excluir
  7. Bea, quanto tempo sem passar aqui..
    Que lindo texto. Lembrei-me do último que esqueci, onde falo exatamente disso: mudanças. A necessidade que temos delas e a fé que devemos depositar naquilo que acreditamos..

    Beijos doces.
    Fiques com DEUS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kamila! (:
      Muito tempo mesmo, flor!
      Obrigada pela visita!
      Fique com Deus também! Beijinhos

      Excluir
  8. Muito significativo e verdadeiro seu texto. As crianças só começam a conhecer o medo com as primeiras quedas. E depois dessa fase, nos esquecemos das alegrias e passamos a alimentar os receios, mesmo sabendo que são empecilho à vitória. O que pode acontecer diante do novo? Não alcançarmos um objetivo? Sem arriscar, jamais conseguiremos as respostas.

    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Marilene! (:
      Uma ótima semana! Beijos!

      Excluir
  9. Olá moça sumida,

    Belo texto!

    Crescer traz suas implicações, mas traz também a maravilha de grandes descobertas e aprendizados.
    O medo é natural, desde que não seja obstáculo à caminhada.

    Beijão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sumi mesmo né, Vera? hahaha
      Fico feliz que tenha gostado! Sem dúvidas o medo faz parte, o problema é quando este impede que consigamos trilhar nossos caminhos! Grande beijo!

      Excluir
  10. oi...gostei muito do seu texto...principalmente do termo "pequenez"...traduz tudo o que não se sentia...como o medo...insegurança...

    grande bjo!


    Zil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado!
      Obrigada pela visita!
      Beijos!

      Excluir
  11. Gabi , que bela reflexão
    pois bem , quando crianças não enxergamos
    o mundo desta forma , e talvez esteja ai
    a mágica de ser criança ...e quando adultos
    sabemos bem que ali , bem ali pode existir
    um passo em falso , mas coragem é pra quem
    nasce com ela .

    Saudades :)
    Um beijo no seu coração !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani!
      Feliz em te ver por aqui!
      Saudades também!
      Beijinhos!

      Excluir

Olá querido(a) leitor(a)!
Agradeço desde já a visitinha ao meu cantinho.
Espero, sinceramente, que tenha gostado e que o veja novamente por aqui!

O seu comentário será muito bem-vindo!
Acredito que o blog é uma forma de crescermos mais como seres humanos e nada melhor para isso que compartilhar experiências e pensamentos!

Desde já agradeço pelo carinho!
Beijinhos!